Seminário

Saúde, desenvolvimento e factores institucionais: O caso de Moçambique

A 17 de Agosto de 2022, a Faculdade de Economia da Universidade Eduardo Mondlane (UEM) organiza a terceira sessão do ciclo de debates sobre o desenvolvimento institucional e o desenvolvimento económico em Moçambique. 

Nesta sessão, intitulada ‘Saúde, desenvolvimento e factores institucionais: O caso de Moçambique’, a Sua Excia Ivo Garrido, antigo Ministro da Saúde, irá discutir os resultados do seu recente estudo com o mesmo nome, ‘Saúde, desenvolvimento e factores institucionais: O caso de Moçambique’.

O evento é organizado no âmbito do programa Crescimento inclusivo em Moçambique (IGM) em parceria com o programa Desenvolvimento Económico e Instituições (Economic Development & Instituições, EDI). Destina-se a académicos nacionais e internacionais, comunidade estudantil, gestores de instituições públicas e privadas moçambicanas, decisores políticos e representantes da sociedade civil.

O seminário é aberto a todos via Zoom e será realizado em português.

Para mais detalhes, consulte o programa abaixo e anexo.

Programme

Hora Descrição
14:00-14:05

Abertura do evento e introdução do apresentador
Moderador, UEM

14:05-14:40

Saúde, desenvolvimento e factores institucionais: O caso de Moçambique 
Sua Excia Ivo Garrido 

14:40-14:55

Sessão de Perguntas e Respostas
Moderador, UEM

14:55-15:00

Encerramento da sessão
Moderador, UEM

 

Sobre o programa de Desenvolvimento Económico e Instituições (EDI)

Apesar da crescente conscientização sobre a importância das instituições nos resultados económicos, há poucas evidências de como uma mudança institucional positiva pode ser alcançada. O programa de pesquisa de Desenvolvimento Económico e Instituições (Economic Development and Instituions, EDI) visa preencher essa lacuna de conhecimento trabalhando com alguns dos melhores pensadores económicos e cientistas sociais do mundo. Um dos objetivos do programa é projetar uma ferramenta de diagnóstico institucional EDI. A metodologia baseia-se na realização de estudos de caso aprofundados de um selecto grupo de países, com o objetivo de explorar de forma abrangente a relação entre as características e o funcionamento das instituições de um país e seu desempenho e restrições de desenvolvimento económico. O objetivo é equipar analistas e formuladores de políticas com uma estrutura que lhes permita identificar direções apropriadas e eficazes para reformas institucionais, que apoiarão a promoção do crescimento económico.

O EDI é financiado pelo governo do Reino Unido através do UK Aid e administrado pela Oxford Policy Management (OPM).


Sobre o Diagnóstico Institucional de Moçambique (MID)

O estudo do Diagnóstico Institucional de Moçambique (Mozambique Institutional Diagnostic) foi implementado no âmbito do programa EDI em parceria com o programa Crescimento inclusivo em Moçambique (IGM) entre 2019 e 2020. Foi lançado num Workshop de Lançamento do Diagnóstico Institucional de Moçambique (MID) a 12 de Junho de 2019 em Maputo, e resultou na apresentação de um relatório esboço a 4 de Novembro de 2020 em Maputo. Ele culminará com a publicação de um livro editado pela Cambridge University Press nos finais de 2022/início do 2023.

O principal objetivo do estudo do MID foi produzir um 'diagnóstico institucional' que permita aos formuladores de políticas identificar as fraquezas institucionais que restringem o desenvolvimento económico em Moçambique e indicar possíveis direções para reformas e mudanças.